quinta-feira, 26 de junho de 2008

O porão debaixo da escada


Era um lindo dia de domingo, ensolarado até não poder mais. Carol tinha dado uma pequena fugida daquele almoço em família e estava ali, debaixo da escada. Podia ouvir ao longe as gargalhadas dos seus pais, tios, primos... Mas antes de se juntar àquela algazarra, resolveu ficar um pouco ali.
A partir de amanhã, tudo iria mudar. O início da faculdade, a mudança para outra cidade, a casa nova e o início de sua independência. Na verdade, Carol não tinha muita certeza se estava muito pronta para isso. Com certeza morar sozinha seria um passo muito grande! E se não estivesse preparada? Mil coisas passavam em sua cabeça e nada melhor do que o velho porão debaixo da escada, para ajudar a refletir. Com certeza, aquele lugar havia sido o palco principal de suas travessuras infantis. Era lá onde brincava com suas bonecas, onde escrevia em seu diário, ou onde suspirava por um garoto bonito.
Momentos marcantes da sua vida, que infelizmente não voltarão mais. Carol sentia naquela hora, as mesmas borboletas na barriga que sentiu ao se ver em seu baile de debutantes, ao entrar em um novo colégio onde não conhecia ninguém, ao ter o seu primeiro beijo... Era um misto de ansiedade e apreensão. Não que ela não gostasse de novidades, pelo contrário. Mas sabia que ao pisar naquela nova cidade, sua vida sofreria uma reviravolta e Carol não podia esconder o seu temor.
Enquanto olhava para aquele lugar sujo e acolhedor, ouviu muitas risadas. Com certeza papai começou a contar mais uma de suas piadas infames! - pensou. Aquela era a sua deixa. Ia voltar à festa e depois iria ao encontro do seu futuro. Mas sem se esquecer é claro, do velho porão debaixo da escada.

13 comentários:

Fernando Gomes disse...

nostalgias.. o que seríamos sem elas?

bom texto.
:D

Fernanda Fernandes Fontes disse...

Pode ter certeza que se ela ainda não estivesse preparada para a mudança, a vida a faria aprender rapidinho...não temos muito tempo, precisamos nos adaptar rápido, msm que não seja com mto prazer.

E todos temos um certo "porão" para lembrar de dias felizes, não é...

Sw disse...

...e quem nunca teve um porão?
é uma das melhores coisas na vida XD

abraços
até mais

Parmitaum disse...

OS SENTIMENTOS DE NSTALGIA PRINCIPALMENTE OS QUE ENVOLVEM A INFANCIA SAO MUITO FORTES... AXO QUE SEI O QUE ELA SENTIU NO MOMENTO DESCRITO NO SEU TEXTO... MT BOM



ABRAÇO

Sonhador disse...

Eu me senti assim antes de ir morar sozinho também!
Depois a gente acostuma e voltei a sentir isso no dia que resolvi deixar um amigo morar comigo, depois de um ano morando sozinho, quando você descobre que vai perder a liberdade de novo, passa aquele vídeo na cabeça e as perguntas que não param: e se a gnt brigar, e se...
Mas a gnt se acostuma...
Mto bom o blog, já virei fã!
Abraço!

'Ewertoon disse...

mudançaas, temos que passar por elas para saber como seráah do outroo ladoo. O medo é bom, sentir aquelee nervosismo e apreensão torna as coisas melhores, e com um gostinho mais saboroso!

Gui disse...

Texto bem legal...

Essa escadaria me lembrou a Cavern Club lá de Liverpool, onde os Beatles começaram a tocar...abs
Guilherme
www.blogdacomunicacao.com.br

Ju disse...

acho que todo mundo tem um porão!
não que seja realmente isso, mais um lugar em que você se sente bem, se sente em casa!
eu tive exatamente um porão em baixo da escada! kkk
té mais!

Fernando disse...

Gostei,pena que estou sem tempo para ler os outros posts,mas concerteza irei voltar aqui!
abs

Petter disse...

Acho que sim, ou pelo menos eu espero cara!

Abraços

tom (o original) disse...

E quanto a você? Onde é o seu porão?

Zero disse...

bom conto!
mostra a simplicidade da vida, todo mundo tem um lugar acolhedor onde reflete desta forma...^^

abração!
^^

Michel Domenech disse...

Primeiramente, muito boa a foto, é sempre bom termos um lugar para nos isolarmos e refletir, e parece que o porão a acompanhou, inicialmente era palco de suas brincadeiras infantis, depois a acompanha em suas decisões acerca do porvir... muito legal o texto